Untitled, Still Life

De: Ana Borralho & João Galante
Estreia: Galeria ZDB (Lisboa, Portugal / 2009)
Duração: 80"

Esta performance dá continuidade á questão recorrente da dupla Borralho & Galante: o lugar do público.
O espaço cénico é constituído por um sofá, 4 projetores de luz e uma máquina fotográfica digital colocada em tripe, como se de um estúdio de fotografia se tratasse. O público não sabe quem é performer ou público. Existem 5 performers infiltrados no público.

O público é convidado no início da peça a tirar uma fotografia de grupo com os performers. A partir deste momento, a peça desenvolve-se com uma sequência de fotografias tiradas entre performers e espectadores, criando um “album de família”.
Tanto o público como os performers podem accionar a máquina fotográfica ao longo de toda a peça. As estórias e situações são suportadas e transformadas através da ação do som e da luz, gerando uma permanente costrução de dramaturgias internas, que se intensificam até ao fim da performance.


Conceito: Ana Borralho, João Galante e Rui Catalão
Direcção artística: Ana Borralho & João Galante
Dramaturgia: Rui Catalão
Co-criação: Ana Borralho, Cláudio da Silva, João Galante, Rui Catalão, Yingmei Duan
Colaboradores: Antonia Buresi, Francisca Santos, Maria Lemos, Mónica Samões e Yann Gibert
Dispositivo cénico: Ana Borralho, João Galante, Rui Catalão
Som: João Galante

Produção executiva: Ana Borralho e Mónica Samões
Produção: casaBranca
Co‑produção: Útero e DeVIR / CaPa – Centro de Artes Performativas do Algarve
Apoio: Atelier RE.AL, Grande Cena e Galeria Zé dos Bois
Projecto financiado por: Ministério da Cultura / DGArtes
Agradecimentos: Alaíde Costa, Ana André, Alexander Jenkins, Claudia Nunes, David-Alexandre Guéniot, Duarte Catarre, Fernando Ribeiro, Helena Flor, João Fiadeiro, José Pelicano, Margarida Mestre, Marie Mignot, Melro, Miguel Pereira, Nuno Catarre, Patricia Almeida, Patricia Caballero, Rodrigo, Sofia Campos, Tamara Ascanio, Tatiana, Vasco Célio, Vasco Vidigal