Mistermissmissmister

De: Ana Borralho & João Galante
Estreia: 2003
Duração: 120/180"

Mistermissmissmister é um projecto performático sobre o imaginário erótico, parte das assimetrias que regulam as identidades sociais e definições de masculino / feminino.
Baseia-se no desejo de provocar em cada espectador uma emoção forte perante a confrontação e comunicação directa através de personagens com uma exposição extrema e uma ambiguidade sexual óbvia.
Os três performers estão totalmente nus e as suas cabeças transformadas (através de caracterização) de modo a terem sexos diferentes dos seus corpos.

Performance para três espectadores de cada vez: Sentados frente a frente aos três performers, os espectadores estabelecem uma relação amorosa, directa (olhos nos olhos), sem palavras e de tempo indeterminado, enquanto ouvem, em repeat, uma canção de amor (diferente para cada um), através de headphones disponíveis, dando, assim, a sensação de privacidade.
É o espectador quem define o tempo da performance, a relação a estabelecer (a escolha de 1 dos performers) e o momento de saída / corte da relação, dando, assim, lugar a outro espectador. Os demais espectadores colocam-se em situação de espera, e, como que num jogo voyeurista, assistem do exterior ao espectáculo / relação dos públicos que lhes antecedem.
A confrontação erótica directa e sensual recria quase em privado uma relação amorosa entre performer e espectador sendo que o espectador tem a possibilidade de decidir o tempo da performance sentando-se ou não em frente ao objecto de desejo, tendo sempre a possibilidade de assistir á performance do “exterior” sem se sentir obrigado a ser confrontado directamente com o performer.


Conceito e direção artística: Ana Borralho & João Galante
Performers: Ana Borralho, João Galante, Miguel Moreira (ou em substituição Bruno Simão ou Carolina Hoffs)
Caracterizador: Jorge Bragada
Co-produção: Centro Cultural de Belém, Eira, wid.lov, casaBranca
Agradecimentos: alkantara, Cristina Piedade, David Gueniot, Eira, Filipa Francisco, Helena Batista, Miguel Abreu, Olho, Patricia Leal, Rui Viana, João Garcia Miguel e Vítor Rua